Quinta do Mondego | Quinta do Mondego | Fique a conhecer a nossa Enóloga
Joana Cunha é a enóloga da nossa Quinta. Entre e conheça a enóloga da Quinta do Mondego e a sua paixão pelos vinhos que cria.
quinta, enóloga, quinta do mondego, vinha
77
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-77,theme-quintadomondego,eltd-core-1.0.3,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,quinta do mondego child-child-ver-1.0.0,quinta do mondego-ver-1.5.1, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,fade_push_text_right,wpb-js-composer js-comp-ver-4.6.2,vc_responsive
 

Origens

À conquista do mundo

A quinta

Em 1994, a família Fontes da Cunha adquire 1,5 hectares da Quinta do Mondego com um objetivo muito claro, uma casa de férias e de fim-de-semana onde a vindima era apenas vista como um momento de diversão entre a família e os amigos. Com a primeira reestruturação da vinha, em 1996, o cenário muda por completo e, um ano depois, é plantada a primeira vinha.

Em 2003, com a vinha já organizada e plantada a família reúne-se e faz a primeira vindima de Touriga Nacional que deu origem ao primeiro MUNDA Tinto. Nasceu assim a nova marca de vinhos do Dão que, ano após ano, tem conquistado o mundo.

Neste momento, com um total de 70 hectares, a Quinta do Mondego – localizada em Nelas – é uma das mais importantes quintas desta região vinícola de Portugal. Num cenário inesquecível, as vinhas da Quinta percorrem as margens do Rio Mondego, o que torna o vinho único e fresco.

70

hectares

4

marcas de vinho

25*

prémios conquistados

A enóloga

JOANA CUNHA

Após terminar uma licenciatura em Microbiologia, que acabou por ser uma boa base para a enologia, a paixão gigante pelo vinho falou mais alto e Joana Cunha acabou por fazer uma pós-graduação em enologia e viticultura, na Universidade Católica do Porto, a fim de aprofundar os seus conhecimentos. De lá para trabalhar na sua própria vinha, foi um pequeno passo.
Quando, em 1994, a família comprou a “Quinta do Mondego” foi o início da realização do sonho. O que começou com uma enorme paixão pelo vinho, é agora um negócio de família.

Forte, consolidado e liderado por Joana – uma mulher única. Neste momento está responsável por quatro marcas presentes no mercado português e internacional levando a região do Dão além fronteiras com o objetivo de alcançar padrões mais elevados, com vinhos mais elegantes e frescos.
Passou pela Austrália, onde aprendeu muito mas foi em Portugal, ao lado de Francisco Olazabal, um excelente professor, que Joana deu os primeiros passos para se tornar nas mais importantes produtoras e enólogas da região.

Claridade, pureza e transparência